Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

#EXPLICADILMA: Por que parceiros da CBF obtêm fatia da Copa 2014?

leave a comment »

Grupo Águia e Traffic terão direito de venda de pacotes da Fifa

RODRIGO MATTOS DE SÃO PAULO

 

#EXPLICADILMA Como a companheirada está enchendo o bolso com a Copa 2014? Queremos saber, ou vai esconder os negócios das obras na cartola?

Com ligações com a CBF, o Grupo Águia e a Traffic ganharam, em conjunto, o direito da venda de pacotes de turismo oficiais da Fifa para a Copa do Mundo de 2014. A escolha delas para prestar serviços de hospitalidade foi informada pela Traffic.
Procurada pela reportagem, a Match, agência de viagens e ingressos da Fifa e responsável pela seleção, não havia confirmado o contrato com as duas empresas até o fechamento desta edição.

Pelo acordo, o Grupo Águia e a Traffic poderão negociar 100 mil “pacotes de hospitalidade” da Fifa. Os pacotes incluem ingressos em espaços VIPs nos jogos do Mundial e hotéis de luxo. Trata-se de uma das fatias mais rentáveis da Copa. A Fifa deu à Match a exclusividade na exploração desse setor no Mundial brasileiro. Assim, a entidade máxima do futebol mundial lhe repassa ingressos em setores nobres das arenas. E, no “Acordo para Sediar”, a agência da Fifa tem garantias de reservas de hotéis durante o Mundial. O documento é assinado pelo COL (Comitê Organizador Local) e pelo governo brasileiro. Empresas são os principais clientes desses pacotes.

Novo operador nessa área, o Grupo Águia, cujo dono é Wagner Abrahão, é a agência de viagens da CBF. Suas empresas organizam as viagens da seleção e a venda de pacotes para Copas do Mundo. Nos Mundiais de 1998 e 2006, as agências SBTR e Planeta Brasil, ambas de Abrahão, foram processadas por torcedores e promotores. Na França, as empresas deixaram de repassar ingressos vendidos a outras operadoras de turismo, o que deixou mil torcedores sem poder entrar nas partidas. Na Alemanha, foram acusadas de lesar consumidores por fazer vendas casadas de bilhetes e pacotes. A CPI do Futebol ainda apontou que a SBTR cobrava preços acima do mercado. E, assim, ganhou R$ 31 milhões entre 1998 e 2000.

A assessoria do Grupo Águia não se pronunciou até a conclusão desta edição. A Traffic intermediou o primeiro contrato da CBF e da Nike. Seu dono, José Hawilla, é amigo do presidente da CBF, Ricardo Teixeira. O empresário Eike Batista disputava os pacotes da Fifa, mas sua assessoria não quis comentar o resultado.

Colaborou MARTÍN FERNANDEZ, enviado especial a Los Cardales

Autor: RODRIGO MATTOS DE SÃO PAULO
Charge: buritisonline.net

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 7.407 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: