Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Rio Grande do Sul, um dos poucos Estados que não paga o piso a seus professores vira matéria do JN.

leave a comment »

Será que o Dr. Tarso depois de fumar o cigarrão da pagelança esqueceu que ele mesmo encaminhou a lei do PISO NACIONAL DOS PROFESSORES, quando ocupava ministério? Ou será que o Dr. Tarso Genro desaprendeu a matemática básica, em um surto de amnésia, e não consegue encontrar dinheiro para os professores, mas consegue encontrar dinheiro para sua centena de CCs com super salários? Podemos até mesmo supor que o Dr. Tarso Genro simplesmente não dá a mínima para os alunos e professores do Rio Grande do Sul, pois estaria ainda embevecido por suas férias caribenhas na ilha Cubana, onde fumou os "puros" oferecidos por Fidel para esquecer a dura realidade do sucateamento sofrido pela educação pública estadual do Rio Grande do Sul.

(segue a transcrição da reportagem do Jornal Nacional)

Professores do Rio Grande do Sul vão ganhar menos que o piso nacional

Deputados do estado aprovaram projeto de lei que prevê o reajuste de salários. Mas nem esse aumento faz o piso estadual alcançar o nacional.

Deputados do Rio Grande do Sul aprovaram um projeto de lei que prevê um reajuste de salários para os professores. Mas nem esse aumento faz o piso estadual alcançar o piso nacional do magistério.

O clima era de apreensão nesta quarta-feira (22) nas escolas estaduais. A votação do reajuste dos salários aconteceu em meio a protestos dos professores. O pedido da oposição para que o piso nacional do magistério fosse pago em no máximo 60 dias foi rejeitado. Deputados contrários ao governo se retiraram da votação: “É uma vergonha o que estão fazendo com o magistério”, reclamou um deles.

O projeto aumenta os salários dos professores em 23,5%. Segundo o governo, novos reajustes deverão levar o piso do magistério para R$ 1.260 em 2014, bem menos que os R$ 1.451 previstos hoje em lei.

Os valores são diferentes por causa do índice escolhido para reajuste. A lei federal determina um cálculo pelo Fundeb, que considera o custo mínimo por aluno. O Rio Grande do Sul está usando o INPC.

O governador gaúcho, Tarso Genro, do PT, era ministro da Educação quando o a lei do piso começou a ser discutida em Brasília. Nesta quarta-feira, ele afirmou que o estado não tem como pagar o piso: “Quem instituiu é que tem que responder que fundos vai drenar para os estados e municípios para eles pagarem”, anunciou.

O Ministério da Educação declarou que o piso nacional aprovado pelo Congresso em 2008 está na Constituição Federal e que cabe à Justiça do Trabalho a fiscalização do cumprimento da lei. Ainda segundo o MEC, até fevereiro, só Rondônia, o Amapá e o Rio Grande do Sul não pagavam o piso do magistério.

Clique AQUI e veja o vídeo veiculado no programa Jornal Nacional.

Fonte: Edição do Jornal Nacional do dia 21/03/2012 – Atualizado em 21/03/2012 21h06
Link relacionado: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/03/professores-do-rio-grande-do-sul-vao-ganhar-menos-que-o-piso-nacional.html

CARO ELEITOR: não esquece de perguntar ao teu deputado estadual como ele votou na sessão sobre o PISO NACIONAL DOS PROFESSORES. Aqueles deputados que fazem da educação sua principal plataforma de campanha merecem especial atenção por parte de seus eleitores. (Ilustração: do Facebook)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: