Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

#IPI: desonerações pontuais não amenizam a desindustrialização, que é conjuntural.

leave a comment »

Os impostos mais altos do mundo, muita burocracia para exportar, dificuldade de conseguir crédito com juros razoáveis, regras trabalhistas engessadas, é a própria FÓRMULA DA DESINDUSTRIALIZAÇÃO. Não será com desonerações pontuais, e que beneficiam somente segmentos da indústria que irá se resolver um problema que é sistêmico, que está dentro do metabolismo de nossa política econômica. Não existe forma alguma de COMPETIR com outras indústrias com tantos impostos, é impossível acreditar que as fronteiras não serão vazadas por produtos MUITO MAIS BARATOS, e que impediremos alguém de comprar nas muitas feiras do "Paraguai" espalhadas por todo o Brasil. Ou reduzimos e simpllificamos os impostos, ou nada mais se produzirá no Brasil sem que o governo seja sócio majoritário e direto. Este é o próprio modelo oligopolista e estatista que sufoca o direito de empreender, de trabalhar com pequenos negócios e de ter lucros privados. Quando se privilegia alguns setores em detrimento de outros no mínimo se quebra o princípio de que todos são iguais perante a lei (isonomia). Desonerações de impostos feitos pontualmente não amenizam a desindustrialização, que é conjuntural, que acontece por problemas na base da política econômica e fiscal do (des)Governo Lula/Dilma.

A medida, tomada também em 2008, faz parte de um pacote para estimular o aumento do consumo das famílias brasileiras e valerá até março de 2012.
Alíquotas
No caso do fogão, a alíquota passa de 4% para zero. Para a aquisição de geladeiras, o imposto passa de 15% para 5% e, para as máquinas de lavar, a alíquota foi reduzida de 20% para 10%.
O preço dos tanquinhos também será reduzido. O imposto do produto foi reduzido de 10% para zero.
Segundo o ministro, os produtos beneficiados são aqueles com sela "A" de qualidade energética.
No bolso
Para o consumidor, o ministro espera que a redução do IPI chegue ainda mais forte. "Eu espero que os lojistas façam promoções e que os preços caiam além do IPI", afirmou. (Fonte: UOL Notícias)

Prorrogação da redução do IPI na linha branca não passa de cortesia com o chapéu alheio

Papo furado – O anúncio feito pelo ministro Guido Mantega, da Fazenda, sobre a prorrogação por mais três meses da redução do IPI incidentes nos produtos da chamada linha branca e do setor de móveis é uma medida pontual e inócua, que em nada auxilia a indústria nacional, que há anos vive um processo de desaceleração contínua, especialmente pelo fracasso do governo federal no processo de contenção da valorização do Real frente às moedas estrangeiras.
O primeiro detalhe dessa pirotécnica investida oficial está na distribuição dos recursos do Imposto sobre Produtos Industrializados. Do total arrecadado, apenas 40% é do governo federal, sendo que o restante, 60%, é repassado aos estados e municípios. Em outras palavras, o Palácio do Planalto está fazendo cortesia com o chapéu alheio, sem dar aos governos estaduais e às prefeituras a devida compensação.
O segundo quesito dessa ópera bufa palaciana está no incentivo ao consumo, fórmula utilizada por Luiz Inácio da Silva por ocasião da crise internacional que teve o “subprime” norte-americano como nascedouro. Com o processo de desindustrialização que avança no País, incrementar o consumo exigirá a permissão de ingresso de produtos importados, sob pena de ao não fazê-lo acabar alimentando a inflação, o mais tenebroso item do amaldiçoado espólio de Lula.
Muito estranhamente, até então nenhum grão-petista ousou condenar a política econômica adotada pelo ex-metalúrgico, que flanou na popularidade elevado por uma bolha de virtuosismo que começa a estourar e pode gerar consequências catastróficas. Como disse certa feita o próprio ex-presidente, “nunca antes na história deste país”.

Fonte: http://ucho.info/prorrogacao-da-reducao-do-ipi-na-linha-branca-nao-passa-de-cortesia-com-o-chapeu-de-estados-e-municipios

Links relacionados:
http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2011/12/01/ministro-da-fazenda-reduz-ipi-para-produtos-da-linha-branca.jhtm

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/33,65,33,3/2012/03/26/internas_economia,294996/governo-mantem-reducao-de-ipi-para-produtos-da-linha-branca-ate-junho.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: