Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Por que a água de Porto Alegre tem gosto, cheiro e cor? Teimosia? Omissão? ou…

with 2 comments


Gosto, cheiro e cor da Água de Poa: teimosia, omissão, ou...(Foto: popa.com.br)

por Onyx Lorenzoni

Os moradores da Porto Alegre reclamam do gosto da água do DMAE, em reportagem publicada hoje na contra capa da Zero Hora. Desde 2004 eu alerto para a necessidade de que se TROQUEM OS PONTOS DE CAPTAÇÃO. A prefeitura de Porto Alegre capta água em 3 pontos (locais); os três são em áreas de pouco fluxo de água, mesmo havendo alguma profundidade o baixo fluxo gera um ambiente propício para a proliferação de ALGAS, que são as responsáveis pelo cheiro e gosto da água oferecida aos cidadãos da capital.
Estes três pontos são: próximo a arena do grêmio, próximo ao shopping Praia de Belas, e próximo ao Iate Clube Porto Alegre na Av. Diário de Notícias. Já existem antigos estudos do DMAE que apontam para a necessidade de se substituir estes pontos de capatação. Tenho sugerido com base em orientação técnica que ponto de captação seja próximo a ponte do Jacuí, onde existe mais fluxo de água, menos proliferação de algas e menores índices de poluição por detritos industriais.
A qualidade dos pontos de captação de água de Porto Alegre também estão fora dos padrões estabelecidos pelo IBAMA, estes padrões levam em conta a presença de algas, resíduos industriais e provenientes de esgotos.
A baixa qualidade dos pontos de captação da água de Porto Alegre ainda aumenta o custo de tratamento de água. Hoje a prefeitura da capital gasta pesadamente com filtros de carvão e químicos para o tratamento, custo que poderia ser reduzido se o ponto de captação oferecesse uma qualidade melhor de água.
O que afinal impede a prefeitura de trocar o ponto de captação? Teimosia? Omissão pura e simples ou haveria algum outro fator de desinteresse em reduzir custos e aumentar a qualidade da água? O fato é que a população sofre com isso. Quem pode comprar água mineral evita o problema. Mas e aqueles que tem que tomar, preparar alimentos e até alimentar as crianças com esta água, como ficam?

(abaixo a reportagem publicada na contracapa do jornal ZERO HORA)

Moradores reclamam da qualidade da água em Porto Alegre

Algas e pouca chuva são causas da mudança que se verifica na Capital

Nas aulas de Ciências já se aprende: a água potável é incolor, inodora e insípida. No entanto, na prática os goles tomados pelos porto-alegrenses nos últimos dias têm fugido à regra.

A mudança na cor, no cheiro e no gosto teria origem nas algas que proliferam em determinadas épocas do ano no Guaíba.

Nos primeiros dois dias desta semana, o sistema de comunicação entre os moradores e a prefeitura, o Fala Porto Alegre, registrou em 51% das ligações solicitadas para a verificação da qualidade de água quanto ao gosto e odor atendidas no mês de março. Ao todo foram 180 avisos, 57 feitos ontem.

Um dos bairros em que o problema foi registrado é a Vila Assunção, na zona sul da Capital. O morador Cleobis José Araújo, conta que a água usada no banho ontem à noite estava com uma cor amarelada, quase marrom.

Ele recorda que há uns 20 dias faltou luz e quando a energia foi restabelecida, a água voltou muito suja, avermelhada e com cheiro forte. Desde então, o representante comercial evita como pode o consumo da água encanada.

Água do Guaíba, que mostrou também alteração de cor, resultou em 180 ligações à prefeitura. (Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS)

— Já não tomo mais água da torneira, acho que quase todo mundo do bairro compra água mineral. Aqui em casa nem se cozinha mais com água do Dmae — comenta Araújo.

Relatos de gosto e cheiro ruim na água também incluem áreas como o Menino Deus, Azenha, Teresópolis, Ipanema e Cavalhada.

A assessoria de imprensa do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) explica que durante os meses de verão o Guaíba pode apresentar a floração de algas, o que faz com que a água captada apresente substâncias que dão cheiro e gosto característicos de terra.

Conforme as condições do clima, essas mudanças também podem ocorrer em outros períodos do ano.

Procedimentos feitos nas Estações de Tratamento de Água (ETAs), como adição de carvão ativado e aplicação de oxidantes, são tomados para atenuar o gosto e o odor da água tratada, mas até em baixíssimas concentrações elas são percebidas pelos paladares.

Segundo a professora do departamento de Engenharia Química da UFRGS Liliana Amaral Féris, o tratamento feito nas estações é generalizado e pode não remover alguns tipos de algas.

— Isso geralmente ocorre quando não chove muito e os níveis dos reservatórios ficam baixos. A água passa a ter mais contato com o solo ou pode haver a proliferação de algas. Não é poluição, mas é ruim pelo gosto desagradável — explica.

Autor: Zero Hora 28/03/2012 | 03h25
Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/03/moradores-reclamam-da-qualidade-da-agua-em-porto-alegre-3708927.html

Anúncios

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. ESTA É A SITUAÇÃO NO ESTADO https://www.facebook.com/groups/788080407978030/

    Roberto Freitas

    novembro 14, 2015 at 5:02 pm

  2. Em resumo os portoalegrense tomam água vindo do valão do rio gravataí e do valão do dilúvio.

    luizfabiorodriguescruz

    abril 18, 2012 at 5:48 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: