Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

#PRÉ-ESCOLA: Rio Grande do Sul tem menor taxa de matrículas

leave a comment »

Os dados do INPE/MEC e do IBGE são um alerta para o desafio da educação pré-escolar, de acordo com eles quase MEIO MILHÃO de crianças de 0 a 5 anos não tem creche ou pré-escola.
Em Porto Alegre a situação das crianças de 0 a 3 anos é alarmante, 68% das crianças nestas faixa etária estão fora das creches, já na faixa de 4 a 5 anos 33,1% das crianças de Porto Alegre estão fora da pré-escola. Só 18% das crianças brasileiras tem creche, que ainda por cima são de baixa qualidade, superlotada e muitas vezes não existe formação específica dos recreadores, isto segundo o relatório do Banco Mundial sobre a educação infantil no Brasil. Na campanha de 2010 Dilma prometeu 6427 creches para o Brasil, nenhuma saiu do papel. "Presidenta" sua netinha tem creche?

(reportagem publicada no Jornal do Comércio)

Rio Grande do Sul tem menor taxa de matrículas

Nos últimos dez anos, a taxa de atendimento das crianças de 4 e 5 anos na escola cresceu 55,8%. Em 2000, pouco mais da metade (51,4%) da população nessa faixa etária tinha acesso à educação, patamar que chegou a 80,1% em 2010. Entretanto, Rio Grande do Sul e Rondônia são os estados com as piores taxas de atendimento, com menos de 60% das crianças matriculadas. Já o Ceará e o Rio Grande do Norte apresentam mais de 90% das crianças na pré-escola, ficando no topo da lista. A pesquisa foi feita pelo Movimento Todos pela Educação.

Márcia Adriana de Carvalho, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-RS) e secretária da Educação do município de São Francisco de Paula, analisa que a posição do Estado no ranking precisa ser melhor detalhada. De acordo com ela, diversos investimentos vêm sendo feitos desde 2007, a partir da aplicação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “Esse indicador é muito genérico. Precisamos ver a qualidade do atendimento nestes estados. Ainda temos no País inteiro crianças sendo atendidas pela assistência social e não pela educação. Precisamos fazer essa ressalva”, afirma.

Nesta quinta-feira também foram divulgados na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul os dados referentes ao relatório final das atividades da Subcomissão para tratar da Política de Educação Infantil no Estado. Os números justificam a posição gaúcha na pesquisa do Movimento Todos pela Educação. De acordo com o relatório, 103 municípios não possuem instituições de ensino voltadas para a Educação Infantil, o que indica que apenas 22% das crianças gaúchas entre 0 e 5 anos são atendidas em algum estabelecimento. Em nível nacional, o índice é de 23% de crianças atendidas.

Conforme a deputada Ana Affonso (PT), que divulgou os dados, durante 120 dias de trabalho, foi constatado que os dez municípios que mais investiram em Educação Infantil foram Sapiranga, Ivoti, Lajeado, Canela, Vera Cruz, Montenegro, Estrela, Feliz, Araricá e Ijuí. “A política de Educação Infantil no Brasil é bastante recente e antes era tratada como política de assistência social. Consideramos que esta área vive um momento de transformação, principalmente após o Fundeb”, ressaltou a parlamentar. Anna destacou a importância da obrigatoriedade da inclusão de crianças de seis anos no Ensino Infantil do País. A deputada disse que o maior desafio está na etapa entre 0 e 3 anos, que apresenta os índices mais baixos do Estado.

Brasil tem mais de um milhão fora do ensino

Mesmo com a alta porcentagem de matriculados na maioria do País, ainda existe 1,1 milhão de crianças que não frequentam a escola nesta faixa etária (4 a 5 anos), de acordo com o levantamento do Movimento Todos pela Educação. O desafio do País é incluir esse contingente de alunos nas redes de ensino até 2016. Uma emenda constitucional aprovada em 2009 estabelece que a pré-escola é uma etapa obrigatória no Brasil, assim como o Ensino Médio. Até então, a matrícula era compulsória apenas no Ensino Fundamental (dos 6 aos 14 anos). Isso significa que no prazo de quatro anos as redes municipais terão que oferecer vagas nas escolas a todas as crianças entre 4 e 5 anos – e os pais terão de matriculá-las.

Para a diretora-executiva do movimento, Priscila Cruz, o crescimento da pré-escola na última década é uma conquista importante e indica que o País tem dado mais atenção à Educação Infantil. O baixo atendimento no início da década estava ligado, inclusive, a fatores culturais: muitas famílias não consideravam importante mandar os filhos para a escola antes do Ensino Fundamental, já que a pré-escola era vista apenas como um espaço para a criança brincar. Apesar dos avanços, Priscila avalia que o esforço das redes municipais para incluir 1,1 milhão de crianças terá que ser maior.

Fonte: http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=90022

MEIO MILHÃO DE 0 A 6 FORA DE CRECHE E PRÉ-ESCOLA NO RS

OS NÚMEROS DO IBGE PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL NO RS SÃO ALARMANTES

505.824 população de 0 a 3 anos do RS

114.545 População residente que frequenta a pré-escola ou creche de 0 a 3 anos

391.279 Número de crianças de 0 a 3 anos fora das creches no RS

276.000 População residente no RS de 4 ou 5 anos

161.819 População residente no RS entre 4 a 5 anos que frequenta escola ou creche.

114.181 Número de crianças de 4 a 5 anos fora da pré-escola no RS

140.405 População de 6 anos de idade residente no RS

127.586 População residente que frequenta escola ou creche – grupos de idade – 6 anos

12.819 Número de crianças de 6 anos fora da pré-escola no RS

(391.279 + 114.181 + 12.819 = 518.279)

518.279 total de crianças de 0 a 6 anos fora da creche ou pré-escola no RS.

Fonte: MEC/INEP – Censo Escolar da Educação Básica 2011

Fonte: Projeto IBGE/Fundo de População das Nações Unidas – UNFPA/BRASIL (BRA/98/P08), Sistema Integrado de Projeções e Estimativas Populacionais e Indicadores Sociodemográficos.

Links
http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=rs
http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/estatisticas.jsp?ACAO=acao1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: