Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

O paraíso esquecido dos biocombustíveis

with one comment

A amnésia alcoólica de Lula.

Brasil: O paraíso esquecido dos biocombustíveis!
Quando a presidente da Petrobrás, Sra. Graça Foster, nos diz que as metas da Petrobras vinham sendo “ousadas” e que agora o plano de negócios é mais “realista”, o que ela está admitindo é que houve muita especulação em torno das possibilidades do pré-sal e pouca execução e entrega de resultados. Nos últimos anos a Petrobrás sempre prometeu ao mercado investir e produzir mais do que acabou fazendo. E quem vai pagar por esta especulação que conseguiu descredibilizar a Petrobrás no mercado e lhe fazer perder mais de 30% do valor das ações da empresa, corroendo o caixa da petrolífera e o patrimônio da empresa e seus acionistas, e até estimulando a importação de combustíveis? O Brasil poderia ser tranquilamente o “paraíso do biocombustível”, mas o DesGoverno Lula/Dilma preferiu especular no mercado internacional com as promessas do pré-sal e abandonou projetos brasileiros pioneiros como o Etanol. O governo brasileiro sob o comando de Lula/Dilma teve que importar etanol para regular o preço na entresafra, isto pela mais absurda falta de planejamento e custeio de safras de cana-de-açúcar, associada a alta do preço do açúcar na bolsa de Chicago. Ainda assim poderíamos fazer etanol de arroz, batata, milho ou até de beterraba, entre outras fontes vegetais que se prestam para produção de combustível a base de etanol e que muitas vezes apodrecem em silos Brasil afora. Mesmo o governo prometendo que o aumento de 15% nos combustíveis, proposto no plano de negócios da Petrobras, não venha a ser rapassado ao consumidor, por conta de uma suposta redução de impostos, o que na verdade deve acontecer é que este aumento seja aos poucos repassado ao consumidor e que a desoneração sobre o custo da gasolina só desestimule ainda mais o uso e produção de etanol. A administração petista, que recebeu uma Petrobrás saneada, transparente e que respeitava normas de governança corporativa, hoje nos apresenta uma empresa que maculada pela (má) influência do governo que interfere nos rumos da gestão do que poderia ter se tornado a maior empresa de petróleo do hemisfério sul. E o consumidor brasileiro? Sente no bolso o que é se transformar postos de gasolina em guichês de arrecadação de impostos. Quase metade do preço dos combustíveis vendidos ao consumidor é composto de impostos. Resumo da ópera: a política de combustíveis do Brasil tem como prioridade arrecadar impostos e amealhar recursos para setores do governo. Questões como o fomento ao uso e produção de biocombustíveis, o desenvolvimento de alternativas energéticas, custo e a eficiência do transporte e o interesse de acionistas minoritários são totalmente secundárias na mentalidade vigente na esplanada.

Petrobras reduz meta de produção de petróleo
Para o ano passado, a meta era 2,1 milhões de barris por dia, mas a Petrobras conseguiu produzir uma média de apenas 2,02 milhões

No Plano de Negócios 2012-2016, apresentado nesta segunda-feira, a Petrobras decidiu reduzir a meta de crescimento da produção de petróleo em relação ao plano anterior, do ano passado. Se no plano 2011-2015, os objetivos eram chegar a 3,07 milhões de barris por dia em 2015 e a 4,91 milhões em 2020, no novo planejamento as metas são mais realistas: 2,5 milhões de barris diários em 2016 e 4,2 milhões em 2020.

Historicamente, a Petrobras não cumpre suas metas de produção. Essa tem sido a leitura e o discurso de muitos. E nosso discurso dentro da nossa companhia. Verificamos exatamente que nesses oito planos de negócios, não temos cumprido nossa meta de produção. Temos, como uma de nossas conclusões que nosso plano esteja sendo trabalhado em metas ousadas, que se mostraram ano a ano metas não realistas”, disse a presidenta da empresa, Graça Foster.

Para o ano passado, por exemplo, a meta era 2,1 milhões de barris por dia, mas a Petrobras conseguiu produzir uma média de apenas 2,02 milhões.

Autor: Da Redação da Band com a Agência Brasil

Fonte: http://www.band.com.br/noticias/economia/noticia/?id=100000512611

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. A Petrobras vai cada vez mais para trás. Quanto mais dinheiro recebe, menos se aproxima de suas metas; quanto mais anuncia, menos faz; quanto mais promete, menos cumpre. Ao final de 12 anos de petismo terá de ser privatizada. O Brasil não pode ter empresas estatais com semelhante modelo político. PRIVATIZAR A PETROBRAS deverá ser uma tarefa ancorada em uma proposta de reduzir o custo da gasolina para a metade do atual. Só assim o povo ficaria sensibilizado.

    Carlos U. Pozzobon

    junho 25, 2012 at 9:37 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: