Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

#MENSALÃO: Gushiken escapou por que não se investigou o suficiente na #CPI dos Correios

leave a comment »

“Gushiken escapou por que não se investigou o suficiente na CPI dos Correios”

O Deputado Federal Onyx Lorenzoni hoje relembrou fatos e detalhes sobre a CPI do Correios que investigou o esquema do mensalão. “Alguns escaparam, e minha dúvida é ZERO que Gushiken escapou graças ao bloqueio que na época o governo fez” lamentou o parlamentar ao lembrar que “ninguém liberava nenhum valor acima de 50 mil reais sem a autorização do Sr. Luiz Gushiken”. Segundo Onyx o Sr. Gushiken escapou das acusações no STF por que houve um “bloqueio muito grande na CPI dos Correios para rastrearmos o destino dado ao dinheiro, sabíamos a origem, mas não o destino”.

CLIQUE AQUI E ASSISTA NO YOUTUBE A MANIFESTAÇÃO DO DEPUTADO ONYX SOBRE O JULGAMENTO DO MENSALÃO.

Link do YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=O7X5kJm-aDE

(Fonte: TV Câmara)

Abaixo segue a transcrição completa da manifestação do Deputado Onyx Lorenzoni na tribuna do Plenário Ulisses Guimarães na Câmara dos Deputados.

Para um pequeno esclarecimento ao orador que me antecedeu. A derrubada do mensalão foi no ano de 2007. Eu fui um dos líderes da derrubada da CPMF, ela não tem nada a ver com o mensalão que já tinha explodido em 2005. O deputado que me antecedeu não estava aqui, mas eu estava. E vi o Valdomiro Diniz ali (aponta) dar ordem para todos os líderes da base aliada. Ninguém votava nada sem ir ao homem do telefone. Na época os telefones não eram assim (pequenos). Na época o Sr. era Senador da República. E ele ia para o canto. E se ele não dava OK, é por que o homem não dava OK. E quem era o homem. Era o Zé Dirceu, que vai ser condenado agora, lá no Suprem Tribunal Federal, que o governo Lula nomeou 8 de 11. Então se tem influência política, a influência política é do governo. Então não dá para ficar misturando os sinais.  Eu prometi  aqui na terça feira passada que eu vou estar aqui toda a terça para contar e relembrar a história do mensalão. E eu terminei meu discurso da semana passada dizendo que eu lamentava que houvesse pessoas que estavam na lista dos 40. O chefe, o Ali-Baba, não vai nunca. Mas eu lamento que o homem que autorizou, chamado seu Henrique Pizzolato, que era o diretor de marketing do Banco do Brasil, a liberar 23 milhões a VisaNet, para a DNA que fez o reparte do dinheiro. O que aconteceu com o depoimento do Seu Henrique Pizzolatto, que eu acompanhei na CPI dos Correios. Ele disse “ninguém liberava nenhum valor acima de 50 mil reais sem a autorização do Sr. Luiz Gushiken”. O todo poderoso substituto do pleno potenciário homem que mandava neste país, o Sr. José Dirceu. Ninguém gastava um centavo em comunicação no governo Lula sem o aval do Senhor Gushiken. Eu lamento pelo Sr. Gushiken, por que houve um bloqueio muito grande na CPI dos Correios para rastrearmos o destino dado ao dinheiro, sabíamos a origem, mas não o destino. Alguns escaparam, e minha dúvida é ZERO que Gushiken escapou graças ao bloqueio que na época o governo fez. Tanto é que o TCU refez uma análise que havia feito sobre a atuação de Pizzolato, que era aquele que usava uma gravatinha borboleta e o único que recebeu, dos milhões de reias repartidos por Marcus Valério, que sempre dava em números redondos, 20 mil pra um, 30 mil para outro, 50 mil para outro que tinha que pagar contas de TV a cabo, mas Pizzolato recebeu “quebradinho”. Levou um pacote de dinheiro de 336.723 reais. Sabe por que ele recebeu isso? Por que isto é 5%, do total de 20% de comissão que deveria voltar para o Banco do Brasil, segundo o contrato. Se nós aplicarmos 5% sobre 23 milhões, e repartir entre 3, pois eram 3 diretores, entre eles Pizzolato, que liberava sob a ordem de Gushiken o dinheiro da VisaNet, que é dinheiro público que foi abastecer o caixa do mensalão, o que acontece, a divisão entre os 3 dá exatamente 336 mil reais, direitinho, fracionado. Toda terça quero subir aqui para episódios como este que estou lembrando aqui. Na próxima semana vou lembrar aqui como foi a história do Duda, o depoimento do Duda Mendonça, o que ele disse, o que o Marcus Valério disse nos bastidores. Por que isto ajuda a população brasileira a relembrar de que se montou uma organização criminosa para desviar dinheiro público para comprar apoio político, e isso dissemos nós da oposição, disse o Ministério Público e está lá no STF. Sabe qual é o problema? É que vai ter sentença. E na sentença os ministros do STF vão dizer: 1) Existiu o mensalão. 2) Foi organizado pelos maiores líderes do PT na época. 3) José Dirceu sabia de tudo. 4) Genoíno, Delúbio e Marcos Valério operaram tudo de forma diligente, para saquear os cofres públicos e entregar dinheiro por interessa partidário para dar sustentação ao governo. Só para concluir, aquele jipinho, o Land Rover dado a Silvio Pereira, o TCU investigou a situação, sabe de quanto era o superfaturamento, de 128 milhões. É por isso que a Petrobrás está do jeito que está. E aqui eu vou lembrar até o fim do julgamento detalhe a detalha detalhe de todo o esquema do mensalão. Muito obrigado presidente.” Deputado Onyx Lorenzoni

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: