Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Na gestão de Pagot no Dnit, Delta faturou R$ 437 mi em cinco anos

leave a comment »

CLIQUE AQUI E ASSISTA A MANIFESTAÇÃO NA TRIBUNA DE HOJE.

Link: http://www.youtube.com/watch?v=8f92JOmugD0

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Na gestão de Pagot no Dnit, Delta faturou R$ 437 mi em cinco anos

Empreiteira teve contratos com valores que subiram de R$ 368 milhões, em 2007, para R$ 805 milhões, em 2011

Membro do Democratas na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, o deputado Onyx Lorenzoni (RS) denunciou crescimento significativo do faturamento da construtora da Delta durante a gestão de Luiz Antônio Pagot no Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit). Segundo Lorenzoni, a empreiteira teve contratos com valores que subiram de R$ 368 milhões, 2007, para R$ 805 milhões, 2011. “O senhor foi um Papai Noel para a Delta”, disse o deputado ao ex-diretor do Dnit em depoimento nesta terça-feira (28) na comissão.

Os valores, conforme informações do Dnit e Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), representam quase o dobro dos contratos firmados ano passado com as maiores construtoras do País, como Camargo Correia e Queiroz Galvão. O parlamentar ainda relatou que  entre 2007 a 2011 a Delta fechou  38 contratos com o Dnit por dispensa de licitação, o dobro do registrado em toda a história do órgão público com a mesma empresa.

Além disso, dos 368 contratos da empreiteira no período Pagot, 190 sofreram aditivos – 90 deles superiores a 25%. O dado é bem diferente da informação dada pelo ex-diretor da autarquia que mencionou um levantamento com 11% de aditivos da empresa. Onyx deu como exemplo a obra BR 101 (Florianópolis a Osório), que sofreu aditivo de mais de R$ 1 bilhão. O complemento no valor foi justificado por Pagot, como obras adicionais por exigências ambientais.

“Temos que quebrar a espinha dorsal da organização criminosa que é a Delta”, pontuou Lorenzoni ao mostrar a evolução da empresa dos últimos anos com obras públicas e suas relações com empresas laranjas.

Doações
Luiz Antônio Pagot ainda revelou ter pedido a empreiteiras com contratos com o DNIT doações para a campanha da presidente Dilma. Segundo ele, sua atitude foi motivada por uma solicitação do tesoureiro da campanha, José de Felippi. O ex-diretor da autarquia também afirmou que sua saída do DNIT foi causada por um “complô” articulado pelo dono da Delta, Fernando Cavendish, e por Carlinhos Cachoeira.

Autor: Assessoria de Imprensa

Anúncios

Written by onyxlorenzoni

agosto 28, 2012 às 7:09 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: