Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

#INFLAÇÃO: o custo do governo do PT no seu bolso.

leave a comment »

(Charge no nanihumor.com)

É comum surgirem explicações sobre a inflação que focam na variação de preços do mercado, na valorização dos commodities agrícolas ou na flutuação cambial. Muita gente acredita nesta balela, assim como muita gente acredita em Boi Tatá e Saci Pererê. A inflação é um fenômeno monetário, e o fato que envolve a moeda é muito simples: emite-se mais moeda (imprime-se mais dinheiro), e cada unidade monetária passa a expressar um valor econômico menor. Este fenômeno remonta a antiguidade, em que o Rio Xerxes, da Pérsia, diminuía a quantidade de ouro em cada moeda, desvalorizando-a, para assim pagar mais dívidas com menos ouro. Mais de 2 mil anos depois o governo do Brasil faz algo muito parecido, aumenta a massa monetária para tapar o furo do enorme custo do inchaço e ineficiência do Estado. Só existe uma forma de reduzir a inflação, reduzir os gastos do governo, gerir melhor os recursos públicos para que estes gastos não excedam a receita. Mas isto seria pedir demais para dirigentes que transformaram  a máquina do Governo Federal num gigantesco cabide de empregos que faz a corte do Rei Xerxes, também famosa por seu grande número cortesãos, parecer um bloquinho de carnaval do interior quando comparada aos 36 ministérios da presidente Dilma.

Índice de preços ao consumidor em SP acelera em setembro, diz Fipe

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) de São Paulo encerrou o mês de setembro em alta, com variação de 0,55%, ante o registrado em agosto (0,27%).

Os dados foram divulgados pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) nesta quarta-feira (3).

No acumulado dos últimos 12 meses, a variação foi de 4,41% (de outubro de 2011 até setembro), enquanto no ano o indicador acumula alta de 2,76%.

Cinco das sete classes de despesas aceleraram e influenciaram o resultado do índice: transportes (que passou de variação de -0,24% em agosto para 0,16% em setembro), alimentação (de 1,08% para 1,74%), habitação (de -0,13% para 0,14%) e vestuário (de 0,22% para 0,37%). Saúde ficou praticamente estável ao passar de 0,55% para 0,56%.

Em sentido contrário, desaceleraram os preços dos subgrupos despesas pessoais (de 0,37% para 0,14%) e educação (de 0,16% para 0,05%).

O IPC-Fipe mede as variações dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos. Ele é medido semanal (prévias) e mensalmente.

Fonte: Folha de São Paulo

Anúncios

Written by onyxlorenzoni

outubro 3, 2012 às 12:29 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: