Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Sobre boatos e o Bolsa família

with 8 comments

Assim como o restante do país, fiquei surpreso com as cenas de milhares de pessoas, Brasil a fora, se espremendo em agências da Caixa Econômica Federal, por conta dos boatos do fim do Bolsa Família. Que episódio lamentável. Essa foi minha mais imediata reflexão.

Clemilson Campos/JC Imagem/Folhapress

Clemilson Campos/JC Imagem/Folhapress

Não pude deixar de refletir também sobre os fatos a que tive acesso sobre o ocorrido. Os problemas do Brasil e em especial os do Rio Grande são minha motivação política fundamental. Não é exclusividade minha, eu reconheço. Todo aquele que faz política com seriedade, assim como eu, refletiu sobre o assunto.

Primeiro de tudo, considero lamentável que milhares de brasileiros tenham corrido para resgatar um benefício que está assegurado e cuja regularidade de pagamentos não é questionada.  Isso demonstra como a informalidade está instalada em nosso cotidiano e como nossas instituições não possuem a credibilidade que deveriam ter. Um boato desses deveria ter sido recebido com alguma dose de desconfiança. Esse fato demonstrou como um boato pode ser mais forte que os meios de comunicação e que as instituições a que eles se referem. Mas não, uma multidão angustiada correu para sacar seus “benefícios”.

Da mesma forma, é lamentável ver ratificado, nos telejornais, o impacto que esse programa de transferência de renda tem em nossa sociedade. Não teria causado esse furor, se não fosse importante para essas pessoas.

Entretanto, posso deixar de lembrar que é ruim que as pessoas dependam de uma transferência de renda do governo para ter uma vida um “pouco” melhor. É ruim que não tenham alcançado uma qualidade de vida melhor apenas com o fruto de seu trabalho. É ruim que essa realidade se arraste por décadas. É ruim questionar quando chegará o momento em que estas pessoas terão condições de dispensar esse vínculo direto de dependência com o governo (qualquer que seja). É vergonhoso pensar que esse programa atinja 50 milhões de pessoas em todo país. Isso significa que 1 em cada 4 brasileiros faz parte do programa. Isso não deveria ser motivo de orgulho. Esses números são a demonstração do fracasso das políticas publicas no Brasil. E sua perpetuação indefinida será uma demonstração de seu próprio fracasso em mudar a realidade de seus beneficiados.

O uso político desse fato é igualmente deplorável.  É uma vergonha que a ministra Maria do Rosário venha a acusar a oposição de espalhar o boato e que, após, reconheça que não dispunha de informação para fazer tal acusação. Depois, a presidente Dilma pede que não se politize a questão, posando de apaziguadora e querendo remover da oposição o direito de responder a ofensa que sofreu de uma Ministra de Estado.

O peso eleitoral do Bolsa Família é inegável. E a acusação de ter se tornado um “curral eleitoral” é indiscutível.

Usar boatos relacionados com o Bolsa Família com finalidades eleitorais não é uma novidade. Para prejudicar os candidatos Geraldo Alckimin em 2006 e José Serra em 2010, foi difundido o boato de que eles iriam interromper o programa se eventualmente assumissem a presidência.

Não resisto à tentação do juntar os fatos.

  • Lula disse que Dilma é candidata a reeleição
  • Dilma disse que na eleição “se faz o diabo”
  • Dilma visita o país todo em uma agenda de inaugurações (e não de entrega) de obras.
  • O PT já usou boatos dessa natureza contra seus adversários.

Estaria a presidente Dilma dissimuladamente em campanha? Seria essa mais uma manobra eleitoreira envolvendo o programa? Fica a reflexão. Tenho certeza, apenas de uma coisa: independente de como esse boato tenha sido criado e de que intenção havia nele, esse foi um fato lamentável que mostrou que muita coisa precisa mudar no Brasil.

Anúncios

Written by onyxlorenzoni

maio 21, 2013 às 4:43 pm

8 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Se esse dinheiro do bolsa-qualquercoisa fosse empregado para investimento profissional nessas pessoas, como forma de trabalho, como alguns países fazem, o chamado empreendimento social, pelo menos dois terços destas pessoas já teriam sua independência financeira e não dependeriam de bolsas-miséria-eleitoreiras.

    Leoness

    junho 4, 2013 at 11:45 am

  2. Primeiro a ser analisado, que grande parte dos brasileiros, ou talvez, do ser humano, é querer levar vantagem em tudo o que pode, mesmo que isto não signifique muito para ele; Segundo: o uso por parte do PT, da bolsa família como instrumento de campanha para atingir os seus objetivos e portanto, não interessado em resolver esta questão e outras, como por ex.: dar educação e cultura para o povo, e consequentemente mantem estas pessoas sob seu controle, impendido-as de terem opinião própria. Terceiro: É mentira e fraudulento que tantas pessoas assim vivem na miséria neste pais, precisando de merrecas e que esta merreca tiram estas pessoas da miséria. A verdade é que ninguém, de fato quer tocar neste assunto, por medo da revolta política, o que de fato aconteceu, lógico por interesse do PT, pois foram eles mesmos que veicularam este boato, mesmo porque se a oposição o fizesse, não teria tido este impacto enorme, pois nem pra isto a oposição consegue ser competente, tanto é, que são 10 anos de desgovernos dos PeTralhas e a continuar desta forma. serão muitos outros, INFELIZMENTE.

    Irineu Bonezzi

    maio 23, 2013 at 1:53 pm

  3. É uma vergonha que estejam fazendo isso com nosso dinheiro. O tal Bolsa Família deveria ser chamado de Bolsa Vagabundagem. Deixei de trabalhar na construção de casas porque os antigos operários estão preferindo o Bolsa Familia, cujo trabalho é so votal no PT. Veja as filas e observe que os tais “miseráveis” da Dilma, bem vistidos e usam os celulares de última geração. Funcionava melhor quando era Bolsa Escola. Nicéas Romeo Zanchett

    Nicéas Romeo Zanchett

    maio 22, 2013 at 7:47 am

    • Também acho que é um meio de vida sem futuro e tem que ensinar e não dar dinheiro para ser mal usado.

      Adelaide

      maio 23, 2013 at 4:44 pm

  4. Você, como deputado federal o que tem feito para mudar isso?

    Joseane Santos

    maio 22, 2013 at 6:58 am

    • Joseane trabalho na Câmara questionando e denunciando tudo o que vejo de errado. Mas tenha em mente que da bancada de deputados federais do Rio Grande do Sul apenas 2 são de oposição e que pelos menos 80% dos deputados fazem parte do governo. Conto com seu apoio e com o seu protesto para mudar as cosias em Brasilia. Não podemos nos calar.

      onyxlorenzoni

      maio 23, 2013 at 11:27 pm

  5. Parabéns pelo artigo!!! Está é a situação lamentável do Brasil neste momento.

    Fernando Cardoso

    maio 21, 2013 at 7:38 pm

  6. AGORA PARA TIRAR ISSO DESSA VAGABUNDAGEM VAI SER COMPLICADO HEIM TENHO CERTEZA QUE DE FATO ISSO IA ACABAR MAIS OS PULHAS NÃO CONTAVAM COM A FURIA DESSA GENTE QUE QUER VIDA FACIL ENTÃO VOLTARAM ATRAS SENTA A PÚA !!!!

    Chris Campos

    maio 21, 2013 at 6:28 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: