Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Barusco diz que corrupção na Petrobras foi institucionalizada a partir de 2004

leave a comment »

cpi barusco

O ex-gerente de Tecnologia da Petrobras Pedro Barusco disse que a corrupção na empresa petrolífera estatal foi institucionalizada a partir de 2004, durante o Governo Lula.

Ele acusou o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, de ter recebido algo entre 150 e 200 milhões de dólares em propinas em nome do partido a partir de 2004. A propina teria sido paga por empresas contratadas pela Petrobras.

Durante audiência na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, Barusco fez uma distinção entre a propina recebida antes e depois de 2004. Segundo ele, a partir de 2004 a propina recebida de empresas contratadas pela estatal era “institucionalizada”, ao passo que, antes disso, os pagamentos foram feitos a ele em caráter pessoal.

Barusco afirmou, em mais de cinco horas de depoimento, que essa quantia destinada ao PT é uma estimativa, baseada no cálculo de repartição da propina feito entre ele, Vaccari e o ex-diretor da Petrobras Renato Duque. Ele disse que metade do dinheiro repassado pelas empresas contratadas era dividida entre ele e Duque. A outra metade ficaria com Vaccari. Os percentuais variavam um pouco em algumas operações.

Ele admitiu não ter como afirmar que Vaccari repassava essa quantia ao PT e disse não ter provas do pagamento de propina ao partido. “Muita documentação foi destruída antes da delação. O trabalho de coletar provas vai progredir. Eu simplesmente falei o que sabia”, disse. E acrescentou: “Eu não sei quem deu procuração para Vaccari operar (o esquema). Só sei que ele operava”.

Ao responder perguntas do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), ele mencionou os partidos destinatários da propina. “Até onde eu sabia a propina ia para o PP, o PMDB e o PT”, disse.

Devolução de US$ 97 bi
Barusco ratificou à CPI o teor dos depoimentos que prestou à Justiça Federal no processo de delação premiada originado da Operação Lava Jato. Ele repetiu que está devolvendo US$ 97 milhões guardados em contas em bancos no exterior, fez uma relação dos bancos com os quais operava, mencionou alguns dos operadores que intermediavam as propinas entre ele e as empresas, admitiu a existência de um cartel de empreiteiras e estaleiros e deu detalhes das operações da empresa privada Setebrasil, criada em 2011 para construir sondas de perfuração que seriam usadas na exploração do petróleo do pré-sal.

Barusco se disse aliviado por ajudar no repatriamento do dinheiro que possui em contas no exterior. Ao responder uma pergunta do relator da CPI, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), ele disse que entrou em “caminho sem volta”. ”Eu tive a fraqueza de começar. Primeiro, eu fiquei feliz (com as contas no exterior) e isso virou um pânico. Agora estou aliviado por estar ajudando na repatriação. Eu não recomendo para ninguém. É muito doloroso”, disse. (Agência Câmara Notícias) 

Veja nos vídeos, as intervenções do Deputado Onyx Lorenzoni:

 

Anúncios

Written by onyxlorenzoni

março 10, 2015 às 9:28 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: