Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Terrorismo, aqui não

with 7 comments

Não passa uma semana sem que vejamos notícias de atentados terroristas em alguma parte do mundo. Terrorismo, entretanto, é um daqueles assuntos que ninguém gosta. Qualquer pessoa sensata repudia essa prática, até mesmo quando concorda com a causa. É uma realidade que gostamos de acreditar que está longe de nós e que acontece apenas em países distantes. Mas negar a realidade não a faz desaparecer.

Embora o Brasil não seja base de organizações assumidamente terroristas, nosso país não está imune ao terrorismo. Organizações criminosas têm adotado táticas terroristas com a finalidade dar publicidade e consolidar sua posição de poder. Quando ônibus são deliberadamente incendiados a mando de facções criminosas – algumas vezes com seus passageiros dentro – tem por objetivo afrontar o poder policial e aterrorizar a população.

As estratégias terroristas são sempre covardes. Buscam espetáculo grotesco do terror para implantar o medo na sociedade e intimidar governos e o poder constituído. Nutrem profundo desprezo pelas vidas humanas que são atingidas por seus atos. Para o terrorista, o custo humano de suas ações é o preço a ser pago pela própria sociedade que ele se propõe, através da violência, a mudar. São ações cometidas por grupos que, por serem incapazes de impor à força a sua vontade, visão de mundo ou sede de poder, recorrem ao terrorismo como ferramenta para sua causa.

Estamos às vésperas das Olimpíadas no Rio de janeiro e o Brasil, apesar de ser signatário de quase todos os tratados internacionais sobre o assunto, não trata o terrorismo como crime. Inexiste uma tipificação em nosso código penal do crime de terrorismo. Sendo assim, tudo fica mais frouxo e ineficiente. Como podemos ter políticas de combate e prevenção a uma ameaça que sequer é considerada crime? Como podemos demonstrar ao mundo que garantiremos segurança de seus atletas se terrorismo não é crime no Brasil? Como cidadãos brasileiros serão tratados nas alfandegas mundo afora, quando o Estado Islâmico está ativamente recrutando brasileiros para seu exército de carrascos?

Apresentei um projeto de lei para eliminar essa perigosa lacuna legal e tipificar terrorismo como crime. Algo que surpreendentemente ainda não foi feito. Todavia, o tema desagrada ao governo que prefere fugir do assunto. Eles temem que o MST seja tratado como uma organização terrorista. Temem que o exército de Stédile, como Lula se referiu, seja criminalizado. Não há o que temer, basta não realizar práticas terroristas. O foco desse projeto é muito maior do que esse Movimento. Ele é uma política de estado, uma sinalização de que o Brasil é um país civilizado e que não dá abrigo às piores práticas que o mundo tem conhecimento. O assunto é grave, mas não é polêmico. Pelo menos não deveria ser. Terrorismo aqui não.

 

Anúncios

Written by onyxlorenzoni

abril 1, 2015 às 12:05 pm

7 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Deputado, li o texto, seria importante também colocarmos a expressão “invadir bens públicos ou particulares”!

    Lucas

    abril 2, 2015 at 3:46 pm

  2. O Sr. Deputado deve seguir em frente com o projeto de lei, mas incluir ações que são consideradas apenas como pratica de vandalismo tais como: invasão de terras privadas ou pertencentes a nação, depredação de patrimônio público ou privado como o recente ato criminoso praticado pelo MST,onde mais uma vez ninguém foi responsabilizado, roubo a caixa eletrônicas com explosivos, ônibus incinerados etc… etc…

    Anuar Mora

    abril 1, 2015 at 10:17 pm

  3. Esqueci de escrever, fora que o Lula usou este pessoal, o MST E O MTST, para nos aterrorizar e ameaçar como se eles fossem um exército(?). Quer mais do que isto? Jogou este pessoal contra o povo brasileiro! Deveriam ser punidos e criminalizados, Lula e todo o seu exército paramilitar! E não são, porque? Se eu fizer o que o Lula e este pessoal faz, na mesma hora serei punida e este pessoal não. Porque?

    Suely Aparecida Naime

    abril 1, 2015 at 9:02 pm

  4. Os atos do MST comandados por Pedro Stédile são terroristas sim, pois ameaçam as vidas dos cidadãos, ameaçam as vidas da população, ameaçam e aterrorizam todos com as suas invasões, destruições sem pé nem cabeça e pior, sustentados com o dinheiro do contribuinte brasileiro. O que é isto? Estamos criando um monstro para nos perseguir e destruir?

    Suely Aparecida Naime

    abril 1, 2015 at 8:59 pm

  5. Desculpe, mas aqui nao tem terrorismo! O que foi citado acima, tem muito mais de vandalismo do que terrorismo, a menos que queiramos forçar a barra. O único risco de terrorismo que temos, é a presidenta que é uma ex-guerrilheira e a corja dos Petralhas, que mesmo assim, são mais arruaceiros, batedores de carteira do que outra coisa.
    De qq forma, o fato de podermos discordar no que se encaixa como Terrorismo, não descarta a obrigatoriedade de termos uma legislação que contemple isto, não precisamos deixar acontecer para que comecemos a trabalhar sobre o fato, e por isto, acho louvável a emenda, não pelo conteúdo em sí, mas pela iniciativa.

    Carlos Miranda

    abril 1, 2015 at 5:09 pm

  6. Infelizmente, os brasileiros conhecem muito pouco da própria história, para serem capazes de fazer comparações da situação do Brasil com outros países…

    Experimentem perguntar a todos os seus amigos (que tenham MBA ou pós-graduação universitária) se eles sabem onde ficava a RHODESIA; e qual o nome atual deste país.

    Evidentemente, os agentes cubanos infiltrados no Brasil representam uma séria ameaça à segurança nacional; assim como aconteceu na África durante a Guerra Fria.

    Na antiga RHODESIA (Zimbabwe de hoje), os CUBANOS e SOVIÉTICOS começaram a treinar guerrilheiros comunistas no início dos anos 60. No entanto, a guerrilha revolucionária comunista só se intensificou nos anos 70; terminando com a vitória dos comunistas em 1979.

    Em 1978 e 1979, os guerrilheiros comunistas abateram dois aviões da AIR RHODESIA, matando covardemente 107 passageiros inocentes! Para cometer estes 2 atentados terroristas, os guerrilheiros do Zimbabwe People’s Revolutionary Army “ZIPRA” usaram mísseis russos 9K32 Strela-2 (NATO reporting name SA-7 Grail).

    Os guerrilheiros do ZIPRA foram treinados por militares CUBANOS, em campos do exército cubano localizados próximo de LUENA (centro-leste de ANGOLA).

    Durante a Guerra Fria, os cubanos usaram Angola como centro de operações militares; onde treinaram grupos guerrilheiros comunistas de todos os países vizinhos (SWAPO, ZIPRA, ZANLA, MK, etc.). Neste início do século 21, os cubanos estão fazendo na América Latina a mesma coisa que fizeram na África; com a Venezuela assumindo a mesma função de Angola.

    http://rhodesianheritage.blogspot.com.au/2010/09/kariba-slaughter.html

    ROBERT MUGABE (a.k.a. GENOCIDA DE ZIMBABWE) e tantos outros genocidas (que chegaram ao poder graças ao apoio de FIDEL CASTRO) continuam vivos; e continuarão matando e torturando vítimas inocentes; ainda por muitos e muitos anos…

    Cabe aos brasileiros impedir que Cuba e Rússia apliquem no Brasil a velha fórmula de guerrilha comunista; tão usada na África durante a Guerra Fria.

    Kleber Verraes

    abril 1, 2015 at 4:24 pm

  7. Na reportagem esta informando que o terrorismo não chegou ao Brasil.
    Aqui não tem terroristas???
    E os ataques aos policiais em SP em 2012, que mataram centenas de policiais!
    E os ônibus queimados com pessoas dentro, inclusive criança.
    O MST fazendo manifestações com foices e facões.
    O MST destruindo anos de pesquisas.
    As balas perdidas que matam praticamente todos os dias.
    Se isso não for terrorismo, então nós estamos é mau mesmo!

    alexandre

    abril 1, 2015 at 4:14 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: