Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Archive for the ‘algema neles’ Category

Por que Rosemary não foi indiciada como quadrilheira? #falarosemary

leave a comment »

ONYX LORENZONI QUER CPI PARA INVESTIGAR NOVAS DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO NO GOVERNO

Os detalhes da operação Porto Seguro da Polícia Federal foram discutidos na Comissão de Segurança Pública da Câmara, que recebeu o ministro da Justiça. O deputado Onyx Lorenzoni (Democratas do Rio Grande do Sul) defende a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as novas denúncias de corrupção no governo. (Fonte: Assessoria de Imprensa)

Link do YouTube: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=x1WklXXlkgI

(Degravação do vídeo) “A polícia federal, e o próprio ministro da justiça, devem estar surpresos com o alcance da operação Porto Seguro. Ela revela uma situação de tráfico de influência que perpassa vários organismos do governo federal. Não entendo como essa secretária que tinha um superpoder que permitiu a organização e articulação de uma quadrilha dentro do gabinete da presidência foi poupada de ser indiciada como quadrilheira. A transação dela era permanente com os irmãos. Portanto, este processo mereceria uma CPMI, para que trouxéssemos ao Congresso Nacional as pessoas que tem explicações a dar para o país. Uma caso com tal repercução que mereceria uma CPMI, para que nós pudéssemos entender por que o presidente Luis Ignácio da Silva bancou, e por que a presidente Dilma aceitou manter uma pessoa capaz de construir um esquema de corrupção que perpassa todos os poderes da república. Segue a reportagem do Ucho.info sobre a tentativa de furar a blindagem feita a Rosemary Noronha.”

Anúncios

CPMI deixou de investigar o repasse de R$ 435 milhões da Delta para laranjas

with one comment

Na tarde de hoje, grupo de parlamentares de oposição entregou representação, ao Procurador Geral da República Roberto Gurgel.

Neste relatório consta uma investigação que vem sendo feita há meses, onde foram descobertas novas irregularidades que não são citadas no relatório de 5 mil páginas da CPMI de Carlinhos Cachoeira.

Inicialmente estavam sendo investigadas empresas ligadas à Cachoeira, logo, foi descoberta uma organização muito maior vinculada à Delta que movimentou diversas empresas laranjas. E todo este esquema está ligado ao governo.

Todas as indicações para essas investigações deverão ser aprofundadas e esse mega esquema deverá ser descoberto.  Segue a excelente reportagem de Gerson Camarotti.

CPI não investiga repasse de R$ 435 milhões de Delta para laranjas
A representação feita pelo grupo dos independentes à Procuradoria Geral da República revela que a CPI do Cachoeira deixou de analisar cerca de 80% das transferências da empreiteira Delta para empresas “laranjas” ou “fantasmas”.
Em valores absolutos, isso significa que do total de R$ 545 milhões, apenas R$ 110 milhões foram rastreados pela comissão. Ou seja, a CPI deixou de investigar o repasse de R$ 435 milhões da Delta para laranjas.
A representação entregue ao procurador-geral, Roberto Gurgel, mostra que a Delta “realizou expressivos depósitos para empresas localizadas em Goiás e em outros estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Ceará.
“Houve inúmeras tentativas – todas infrutíferas – dos signatários desta Representação em aprovar as quebras dos sigilos bancários dessas quatorze empresas que receberam vultosos recursos e que têm suas atividades sob suspeição”, registra o texto obtido pelo Blog. Tabela mostra as empresas que tiveram o sigilo quebrado e as que não tiveram:

Fonte: Blog do Camarotti _ G1

Relatório da CPMI do Cachoeira omite os maiores desvios de verba pública já feitos no Brasil #pizza

leave a comment »

O direcionamento desta CMPI deve prosseguir à Procuradoria Geral da República sem acobertar, sem omitir e sem proteger ninguém, mas sim investigar este grande esquema de corrupção deste país. Nós estamos diante de um grande esquema de corrupção com bandidos de colarinho branco. Temos proceder de forma correta, sem ocultação de informações para pescar tubarões e não peixes pequenos.

Hoje mais uma vez a leitura do relatório foi suspensa, dessa vez pelo próprio relator o deputado Odair Cunha PT/MG que percebeu que seria insustentável defender um relatório tão truncado. Já se passaram 06 meses e 32 seções desta CPMI, o relatório final possui 5 mil paginas de informações pela metade. Não é possível que deixamos impunes bandidos que roubam uma nação inteira. Segue a reportagem da revista VEJA sobre a parcialidade do relatório que se o PT quer que a CPMI engula. 

Relatório da CPI é revanche pelo mensalão, afirma Perillo
Governador de Goiás estuda entrar na Justiça contra pedido de indiciamento
O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), acusou nesta quarta-feira o relator da CPI do Cachoeira, deputado federal Odair Cunha (PT-MG), de querer prejudicá-lo por ter feito “uma denúncia relativa ao mensalão” em 2005. O tucano deve decidir nesta quinta-feira se vai procurar a Justiça para evitar o indiciamento pretendido pelo petista em seu relatório, segundo informação de sua assessoria de imprensa. A leitura do relatório ocorre nesta quinta-feira.
Imprensa: Nota de esclarecimento da revista VEJA
“O relator, que é ligado a um partido político, tem um único objetivo: prejudicar-me politicamente, porque lá atrás eu fiz uma denúncia relativa ao mensalão”, disse Perillo, ao visitar nesta quarta um hospital de Goiânia. Em 2005, quando o escândalo da compra de apoio político ao governo Luiz Inácio Lula da Silva veio a público, o tucano exercia o mandato de senador e disse ter alertado o então presidente sobre o esquema.
“Os envolvidos no mensalão estão sendo condenados. Eu tinha razão quanto a isso”, disse Perillo. “O que não pode é essa tentativa de vingança permanente. O que algumas pessoas querem, nesse momento, é tentar politizar e prejudicar alguns por serem adversários.”
No relatório, Cunha atribui cinco crimes a Perillo, incluindo formação de quadrilha, corrupção passiva e tráfico de influência. O governador é suspeito de ligação com o esquema do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A Polícia Federal chegou a interceptar uma ligação de Perillo ao contraventor, para desejar feliz aniversário – o tucano nega ter ajudado o esquema de Cachoeira em seu governo.
Leia no blog de Reinaldo Azevedo:
Há quem não tenha se dado conta da gravidade dos atos praticados pelo deputado Odair Cunha (PT-MG), relator da CPI do Cachoeira. Seu relatório tem mais importância do que parece. Ele revela a vocação do PT para construir, se não for devidamente enfrentado, um estado policial no país. Não estou exagerando, não! Ao contrário! Estou dando à coisa o nome que ela tem. Se as palavras, os conceitos e a instituições fazem sentido, então é isto mesmo: os petistas, se julgarem necessário, transformam instâncias do estado em instrumento de perseguição dos adversários.

Não é de hoje que os petistas desmoralizaram as CPIs. A dos Correios — ou do Mensalão — já exibia figuras grotescas, que lá estavam para sabotar as investigações, não para apurar o eventual cometimento de crimes contra a ordem do estado. Quem não se lembra da voz maviosa e bela da agora ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) tentando impedir, a todo custo, que se chegasse à verdade dos fatos? Coube a dois parlamentares da base governista — o senador e presidente daquela comissão, Delcídio Amaral (PT-MS), e o deputado e relator, Osmar Serraglio (PMDB-PR) — zelar pela dignidade possível da comissão. Se, por causa das chicanas, não avançaram tanto quanto deveriam, fizeram, é fato, um trabalho digno.

Fonte: VEJA

#ApagaoDaSeguranca #RS Moradores de Gravataí indignados com os assaltos

leave a comment »

Comerciante Cid Cordeiro Filho foi um dos moradores que, após assalto, se uniu a mutirão para cobrar segunça no bairro Dom Feliciano Foto:Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Moradores de Gravataí colocam faixas em frente às casas para ironizar falta de segurança

Manifestação pelo fim dos assaltos a residências ocorre no bairro Dom Feliciano

Ao tentar socorrer a mulher – que surpreendeu dois assaltantes rendendo o seu marido na garagem de casa – o advogado Amir Rodrigues Oliveira, 68 anos, foi baleado por sete tiros.

O incidente, ocorrido no dia 15, foi a gota d’água para que os moradores do bairro Dom Feliciano, de Gravataí, espalhassem faixas exigindo segurança.

O bairro é dividido em 10 quadras, onde moram cerca de 2 mil pessoas. Não é o lugar mais violento de Gravataí, de 260 mil habitantes e dezenas de vilas irregulares, mas a maioria dos moradores tem uma história de violência a contar, como o comerciante Cid Cordeiro Filho, 63 anos.

Autor: Carlos Wagner
Fonte: Zero Hora http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora
Charge: danielneto.com.br

A situação de insegurança é tanta que a criminalidade anda a solta, e muito ousada. Situações como a de Gravataí são só um exemplo de como está o RS com a política de insegurança de Dr. Tarso.

Written by onyxlorenzoni

setembro 30, 2011 at 5:03 pm

#ALGEMANELES Comissão do Ministério da Agricultura tem 30 dias para apurar denúncias

leave a comment »

Talvez esta seja parte da explicação de por que estamos em uma crise de etanol, o Minstério da Agricultura estava focado em coisas bem diferentes de "planejamento de tamamho e custeio de safra da cana e outros grãos para produção de biocombustível". Claro, sem tempo para prestar atenção no país a agricultura fica literalmente DESASSISTIDA. Este é o governo da "Presidenta Incompetenta". Estamos em um país SEM GOVERNO.

Foi formalizada nesta quarta-feira (17/8), com a publicação no Diário Oficial da União, a comissão de sindicância criada para investigar as denúncias, relatadas nas últimas semanas pela revista Veja, de irregularidades no Ministério da Agricultura. A portaria foi assinada pelo ministro Wagner Rossi e dá prazo de 30 dias para a apuração das denúncias.

A comissão é presidida pelo corregedor adjunto da Advocacia-Geral da União, Hélio Saraiva Franca. Também foram designados para a sindicância o advogado da União Carlos Alberto de Oliveira Pinto e a agente administrativa do ministério Nadir da Costa Tavares.

De acordo com a assessoria do ministério, todos os servidores citados nas reportagens serão ouvidos. Entre as denúncias estão o uso indevido de recursos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a atuação do lobista Júlio Fróes dentro do ministério, que teria participado da redação de editais de licitação.

Autor: Agência Brasil
Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br

#ALGEMANELES Envolvidos em esquema do Turismo tentaram atrapalhar Polícia Federal

leave a comment »

Os corruptos tem mais é que ser levados para o xilindró algemados mesmo. Não há nada de errado nisso. PARABÉNS PARA A PF.

As gravações telefônicas da investigação sobre o esquema de corrupção no Ministério do Turismo revelam a tentativa de seus integrantes, incluindo servidores da pasta, de atrapalhar o inquérito da Polícia Federal. “Pega todos os talões de notas, meu notebook, procura ver onde ele tá e guarda”, diz o empresário Hugo Leonardo a Fabiana Lopes Freitas, em conversa no último dia 21 de julho.

“Todos, vai pegar todos, todos”, orienta, num diálogo dez minutos depois. Os dois, segundo a investigação, trabalham na Sinc Recursos Humanos e Automação, uma das empresas de fachada envolvidas no esquema do Turismo. Para a polícia, o diálogo é “claro indicativo” de que o empresário estava “ocultando provas”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Hugo Leonardo é um dos 35 presos pela Operação Voucher na terça-feira por ligação com fraudes no convênio entre o Ministério do Turismo e o Ibrasi.

“Bota tudo dentro do carro, pega a maletinha dele e leva tudo lá pro Humberto”, diz o investigado à funcionária. Humberto, segundo a investigação, é Humberto Silva Gomes, que também estaria envolvido no esquema por meio da empresa Barbalho Reis Comunicação e Consultoria.

Numa conversa com um interlocutor no dia 28 de julho, Humberto afirma: “Estão fechando o cerco. Já começaram as visitas”. Do outro lado da linha, uma pessoa não identificada pela PF responde: “Virgem Maria, então vai bater aqui também”. “Telefone é proibitivo agora”, reage Humberto.

Esse comportamento dos investigados, segundo o Ministério Público , é um dos motivos que justificariam a prisão deles.

Autor: TERRA
Fonte: Jornal do Brasil (www.jb.com.br)
Foto: blogdostanis.blogspot.com

Written by onyxlorenzoni

agosto 12, 2011 at 3:24 pm

%d blogueiros gostam disto: