Blog do Onyx

Liberdade | Democracia

Posts Tagged ‘papo furado

Combate a miséria? Andando pelas cidades o que vemos é uma realidade bem distante do lindo discurso da presidente.

with one comment

Será que realmente 22 milhões de pessoas serão tirados da miséria absoluta? Esta nova classe média, que o PT diz ter formado, melhorou de vida de verdade? Quando visito as periferias de cidades do Rio Grande do Sul vejo cenários que se repetem no Brasil todo. As pessoas não têm endereço, muitas ruas não têm nome, a energia é via “gato”, não existe saneamento, nem pavimentação adequada, as crianças brincam no lixo, e as dificuldades são imensas. Será que manipular dados e mudar o conceito de classe média para incluir mais faixas de renda soluciona as dificuldades dessas pessoas? A reportagem do jornal O GLOBO, transcrita abaixo, é emblemática, os repórteres encontraram a menos de um quilômetro do palácio do Planalto, em um terreno invadido que é parte da garagem do Senado, crianças e adultos vivendo em meio a condições que são comuns no Brasil: moradia irregular, falta de energia, saneamento, e tudo mais. O governo de Dilma sabe muito bem manipular dados, fazer cálculos estranhos para justificar suas gastos exorbitantes. Dilma diz que combate a miséria, mas na prática, andando pelas cidades, o que vemos é uma realidade bem distante do lindo discurso da presidente. Parece que a miséria mesmo é a da competência e capacidade de gerar empregos, soluções e desenvolvimento por parte das equipes do governo Dilma.

(Fonte:  jornal O GLOBO)

(Fonte: jornal O GLOBO)

A menos de um quilômetro do Planalto, brasileiros vivem na miséria

Cinquenta pessoas vivem sem saneamento ou água encanada

BRASÍLIA – A menos de um quilômetro do Palácio do Planalto, numa área invadida nas imediações da garagem do Senado, 50 pessoas vivem em barracos de madeira e lona, sem saneamento nem água encanada, cercadas de lixo e ratos. Os casebres contam apenas com dois banheiros coletivos, cada um com espaço para uma pessoa, usados principalmente pelas mulheres. Como não há fossa, boa parte dos moradores prefere ir no mato. O banho, de tonel e caneca, é com água fria trazida de ministérios e estacionamentos próximos. Nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff disse que o Brasil tem o grande desafio de encontrar a miséria que ainda não é conhecida pelo governo, em cerimônia de lançamento da ampliação do programa Brasil Sem Miséria, e pediu ajuda de governantes para achar os pobres que “se escondem dos olhos” do governo.

A moradora Rosa Maria Albino dos Santos, de 36 anos, diz que está cadastrada no Bolsa Família e que deveria receber R$ 300 por mês. Segundo ela, porém, os repasses estão bloqueados. Mãe de quatro filhos, ela conta que o marido foi preso por tentativa de assalto. Além do dinheiro do Bolsa Família, Rosa trabalha como catadora de papel, papelão, plástico e metais, assim como os demais moradores da área. O serviço rende R$ 150 por mês, mas a quantia costuma cair nos meses de chuva.

Em tese, portanto, ela poderia ser classificada como miserável pelo critério de renda do governo, que considera extremamente pobre quem sobrevive com até R$ 70 por mês.

– Tem dois meses que cortaram a minha bolsa – diz Rosa.

O servente de obras Joacy Ferreira da Silva, de 37 anos, vive com dois filhos de 17 e 14 anos. Ele conta que está desempregado há quatro meses. Os garotos não frequentam a escola e trabalham como lavadores de carro. Ele mostrou o cartão do Bolsa Família e diz que deveria receber R$ 32 por mês, mas o benefício também teria sido cortado. Dependendo de quanto os filhos ganhem lavando carros, pode ser que a família se enquadre no critério de miséria definido pelo governo.

Aos 63 anos, Francisca Pedro da Silva afirma que vive no local há mais de 25 anos e que os demais moradores são seus filhos, netos, bisnetos e uma tataraneta. O marido de Francisca, Rosival Albino dos Santos, de 74, é aposentado e recebe um salário mínimo (R$ 678) por mês. A renda do casal, portanto, é de R$ 339 mensais e está acima da linha oficial de miséria estipulada pelo governo. Logo, os dois idosos não têm direito ao Bolsa Família.

– Não ganhei nada nunca do governo – disse Francisca nesta terça-feira.

A alimentação do casal vem das sobras de restaurantes da Esplanada dos Ministérios. É o marido quem busca diariamente. Como não tem geladeira, Francisca salga a carne, cuja maior parte consiste em gordura. O alimento cru fica do lado de fora do casebre, ao ar livre, sobre uma mesa improvisada. Vista de longe, a carne parecia preta, tamanho era o número de moscas varejeiras.

Filha de Francisca, Maria do Socorro, de 40 anos, vive longe da área invadida, na região administrativa do Paranoá. Ela lidera a associação de moradores e catadores e diz que foi a única que conseguiu sair. Segundo Maria do Socorro, os demais não vão embora porque o governo do Distrito Federal prometeu dar casas a todos em outra região.

– Para quem vem de fora, parece feio, mas era pior. Para nós, é um orgulho estar assim. Desde 2009, não derrubam mais barracos. Antes, era uma lona para dormir e, de manhã, tínhamos que recolher tudo, se não a fiscalização vinha e tirava o que visse pela frente. Eles não são miseráveis. Só precisam de ajuda – disse Maria do Socorro.

Alguns moradores do local têm fogão e botijão de gás em casa. Mas muitos cozinham com lenha, em fogões improvisados na rua. Aparelhos de tevê também são vistos. Uma ligação clandestina leva eletricidade para os casebres. Um carro Celta estava estacionado junto a um barraco. A moradora Rosângela da Silva Santos, de 30 anos, disse que recebeu o veículo do ex-marido para compensar o fato de que ele não paga pensão. Rosângela vive com oito filhos com idade entre 4 e 18 anos. Dois adolescentes e duas crianças de 4 e 5 anos não frequentam a escola.

Aos 18 anos, Maria Carolina Celestino de Souza mora num casebre com a filha de um ano. Ela reclamou do fato de que sua mãe recebe Bolsa Família, mas ela, que vive em outro barraco, não. Maria Carolina afirmou que ratos costumam entrar em casa e que ela pega piche e restos de asfalto quente das ruas para tapar buracos entre as folhas de madeirite e pedaços de compensado, numa tentativa de impedir o acesso de roedores. Quando chove, a água entra nos casebres pelo chão.

Em 2011, no ano do lançamento do Brasil sem Miséria, o governo do DF incluiu os moradores no Cadastro Único, a porta de entrada para o Bolsa Família. Os benefícios, porém, só teriam começado a ser pagos no fim do ano passado e, em seguida, teriam sido bloqueados.

O terreno fica junto a uma rua próxima dos prédios anexos da Esplanada dos Ministérios. É comum que motoristas levem comida e doem colchões e roupas. Uma delas é a oficial de Justiça aposentada Haidecilda de Souza Neves, de 57 anos. Ela levou duas camisetas hoje, e contou que costuma dar comida aos moradores.

– É falta de amor e consideração dos governantes. O lixo ao lado do luxo. Crianças nascendo aqui, no meio deste lixo todo, atrás do poder. Não posso com isso – disse Haidecilda.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/a-menos-de-um-quilometro-do-planalto-brasileiros-vivem-na-miseria-7624806#ixzz2LTQaRrWT
© 1996 – 2013.

Fonte: http://oglobo.globo.com/pais/a-menos-de-um-quilometro-do-planalto-brasileiros-vivem-na-miseria-7624806

Miséria mesmo é a falta de competência das equipes da Dilma em gerar empregos, soluções e desenvolvimento.

Miséria mesmo é a falta de competência das equipes da Dilma em gerar empregos, soluções e desenvolvimento.

Anúncios

A posse de Genoino como deputado é uma aberração política. #faltavergonha #apagãomoral

with 2 comments

Torturador moderno? Ouvir uma pergunta sobre o fato de ele se tornar deputado mesmo condenado é tortura? Genoino, as vésperas de encarar o xilindró por seus atos de corrupção, não perde a pose de soldado da revolução. Será que ele tomaria a pílula de cianureto como os nazistas presos, num de sacrifício extremo por sua fidelidade ao partido? Será que vai atear fogo a ele mesmo, ou virar homem bomba? Duvido, para isto precisa de coragem e uma boa dose de loucura. E de louco e herói ele não tem nada, é só mais um corrupto que promoveu o enriquecimento ilícito as custas do desvio de recursos públicos e, como é do PT, gosta de posar de revolucionário e salvador do povo. O fato de ter sido torturado, ou participado de guerrilhas políticas não lhe dá direito de roubar, de desviar, de corromper. É muito confortável burlar as leis, promover um esquema de compra de votos dentro do congresso e depois dizer: fiz pelo povo. Que balela, que charlatanismo de última categoria! O pior é ver outros congressistas manobrarem para que este segundo suplente assuma e termos que escutar o Presidente da Câmara ameaçar a sociedade com algum tipo de “asilo” político dentro do Congresso, em que ele, Marco Maia, usaria a Polícia Legislativa, para impedir a prisão do agora Deputado empossado, Sr. Genoino. Precisamos estar firmes em nossas convicções democráticas e protestarmos com toda veemência contra esta aberração que é a posse do J.Genoino. Segie a reportabem do G1 que nos conta como Genoino chamou o repórter de “torturador moderno”. Fica a pergunta: quem é o torturador pós-moderno?

Na Câmara, Genoino chama repórter de ‘torturador moderno’
Ex-deputado, condenado no mensalão, toma posse nesta quinta na Câmara.
Nesta quarta (2), ex-presidente do PT entregou documentos à Mesa.

Prestes a ser empossado novamente como deputado federal, o ex-deputado e ex-presidente do PT José Genoino se referiu a um repórter como “torturador moderno” na tarde desta quarta-feira (2).

Genoino toma posse na tarde desta quinta (3) como deputado federal. Nesta quarta, ele esteve na Câmara, acompanhado da sua filha Mariana para entregar a documentação necessária para a posse na Secretaria da Mesa.

Questionado por repórteres sobre os impactos da condenação pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão, no qual pegou seis anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto, o ex-deputado reagiu irritado.

“Eu falo amanhã depois da posse. E você [repórter] está me provocando, seu torturador moderno […] Você não é repórter, você é um provocador”, disse o deputado.

Genoino assumirá, segundo a Secretaria Geral da Mesa, o cargo de suplente deixado por Vanderlei Siraque, que vai ocupar a vaga titular no lugar de Carlinhos Almeida (PT-SP), que renunciou por ter tomado posse como prefeito de São José dos Campos (SP). Como Siraque estava ocupando a suplência no lugar do deputado Aldo Rebelo, que é o atual ministro dos Esportes, Genoino, segundo suplente, ficará com a vaga.

Durante o julgamento do mensalão, o Supremo decidiu que os deputados condenados perderão o mandato após o trânsito em julgado do processo (quando não houver mais recursos), o que deve afetar Genoino e mais três deputados: João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT).

O STF decidiu que após o fim do processo notificará a Câmara para que ela declare os cargos vagos, mas o atual presidente da Câmara, Marco Maia, disse que a decisão pode não ser cumprida. Ainda nesta quarta, o advogado de José Genoino no processo do mensalão, Luiz Fernando Pacheco, disse seu cliente vê como “dever” assumir a vaga de deputado.

“Ele assume amanhã (quinta) às 15h, em respeito aos eleitores. É um dever assumir, teve mais de 90 mil votos. Ele está tranquilo, é um deputado experiente desde 1982. Vai assumir a função e nós continuaremos brigando contra aquilo que a gente considera uma grande injustiça, que foi a condenação pelo STF. E, enquanto isso, ele vai atender a população que depositou nele sua confiança”, disse.

Fonte: G1

Links relacionados:
http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/01/na-camara-genoino-chama-reporter-de-torturador-moderno.html

Royalties para a educação? Se depender de Dilma talvez daqui há 8 a 10 anos, e olhe lá…

leave a comment »

(Charge compartilhada do br.noticias.yahoo.com)

(Charge compartilhada do br.noticias.yahoo.com)

Mais do que nunca ficou clara a verdadeira intenção da presidente Dilma, que é: não distribuir coisa alguma e fazer muita propaganda em favor de seu governo, sem realizar nada de fato. Esta MP só poderia vir de um governo que faz festejos de inauguração para obras que estão iniciando e/ou cheias de irregularidades, que mesmo assim contam com a presença  da presidente para cortar fita e dar discurso. Nada para municípios e estados, esta é a verdadeira essência da MP 592/12, que destina 100% dos royalties das futuras concessões de petróleo para investimentos na área de educação. Futuras, quer dizer para plataformas em alto mar que sequer foram instaladas ainda. A MP é muito linda no papel, é dá uma bela manchete de jornal e mais nada. Confundir o cidadão e fazer o engodo político parecer aceitável sem resolver nada é o que está sendo feito pela “presidenta da miséria”. Os municípios, que precisam dos recursos para superar suas enormes dificuldades orçamentárias continuam na mesma penúria, sem ganhar um centavo com a exploração do nosso petróleo, a tão falada educação também, não se deixem enganar! Os municípios por determinação constitucional tem que investir 25% do seu orçamento em educação, os estados 15% e a União somente 5%, se a intenção de Dilma de investir em educação fosse verdadeira ela aumentaria a fatia que o Governo Federal destina a educação, ela também poderia abrir mão dos royalties já sendo pagos a União em favor da educação, mas não é nada disso que ela e seu gabinete planejam. Estão mais preocupados em abafar sucessivos escândalos de desvio de verbas, não consegue tocar a obras do PAC, não conseguem tramitar as reformas mais importantes e prometidas como a reforma política e a reforma tributária, não conseguem implementar políticas que alavanquem com eficiência o crescimento do Brasil que é fraco quando comparado a países em contextos parecidos com o nosso, como os BRICS.  Segue a reportagem da Agência Câmara de Notícias sobre a reação do deputados ao veto presidencial contra a distribuição dos royalties do petróleo.

Deputados reclamam que educação só terá recursos do petróleo em 6 ou 8 anos
Na prática, os royalties dos novos campos de petróleo só devem começar a ser recebidos e aplicados em educação a partir de 2018 ou 2020.

Deputados criticaram nesta terça-feira (4) a Medida Provisória (MP) 592/12, que destina 100% dos royalties das futuras concessões de petróleo para investimentos na área de educação. Os parlamentares destacaram que os recursos advindos dos contratos celebrados a partir deste mês só estarão efetivamente disponíveis daqui a cerca de oito anos.

No anúncio da medida, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que os recursos do petróleo são necessários para cumprir o Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê mais R$ 215 bilhões de investimento em Educação até 2020. O plano já foi aprovado pela Câmara e está em análise no Senado.

Porém, segundo o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), os royalties oriundos da exploração de novos campos de petróleo só deverão começar a ser recebidos em 2020. Conforme o parlamentar, as licitações para os novos postos de petróleo deverão ocorrer apenas no segundo semestre de 2013. Para explorar o petróleo no meio do mar, as empresas deverão construir plataformas, o que demandará mais tempo.

“Para essa plataforma ser construída e ser colocada lá no meio do mar, lá se vão cinco, seis, sete ou oito anos. Então, até 2020, ninguém vai ver uma gota de centavo de dinheiro do petróleo no Brasil indo para a educação.”

O deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) defende que o governo federal destine recursos do petróleo para a educação antes mesmo que as licitações para novos campos aconteçam. “Por que não se antecipar? Por que o governo não faz com que os estados recebam parcela de royalties e da participação especial que são da União para gastar em educação?”, questiona. “É preciso solução já, e o governo federal é quem deve dar essa solução.”

Debate
O deputado Carlos Zarattini (PT-SP), que relatou a lei que trata da nova distribuição dos royalties do petróleo (Lei 12.734/12) na Câmara, também destaca que os royalties em volume expressivo só serão recebidos pelos estados e municípios daqui pelo menos seis anos, quando deverão ser aplicados em educação. Para ele, a medida provisória tem, porém, o mérito de reabrir o debate no Congresso.

O substitutivo de Zarattini, que foi derrotado na Câmara pelo texto do Senado, continha previsão de que o dinheiro do petróleo seria aplicado, na sua maior parte, na educação. “Vamos tentar uma evolução e aproximar os pontos de vista daqueles que querem os recursos para a educação já e aqueles que querem postergar a questão”, disse.

Zarattini informou que hoje vai apresentar requerimento à Comissão de Minas e Energia propondo debate com governadores sobre a medida.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Natalia Doederlein
Fonte: Agência Câmara Notícias

Links relacionados:

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/431725-DEPUTADOS-RECLAMAM-QUE-EDUCACAO-SO-TERA-RECURSOS-DO-PETROLEO-EM-8-OU-10-ANOS.html

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/431713-MP-DESTINA-100-DOS-ROYALTIES-DE-FUTURAS-CONCESSOES-DE-PETROLEO-PARA-EDUCACAO.html

Preso político em regime democrático. Isto não existe! #caradepau @Estadao

leave a comment »

(Cartun do blogs.estadao.com.br)

Preso político em regime democrático. Isto não existe. É como o Ceasare Battisti, assassino condenado na justiça de seu país, que se considera “preso político” e está exilado no Brasil. Estaríamos diante de um possível pedido de asilo político? Encher os bolsos com dinheiro desviado dos cofres públicos é um “ato revolucionário”? Roubar descaradamente e usar parte deste dinheiro para financiar o PT, seus líderes e comprar votos de parlamentares é parte da “revolução socialista” do PT? Se declarar preso político mostra o nível de desrespeito pelo Brasil por parte deste senhor. O dinheiro que os esquemas de corrupção do PT levam para as contas gordas de seus líderes é justamente o dinheiro que falta na saúde, na educação, na segurança. Cada vez que alguém morre por falta de atendimento médico no Brasil esta morte está diretamente ligada aos recursos que foram concedidos, por meio dos impostos, para que o governo providenciasse atendimento e que seus membros rapinaram. Os crimes cometidos por Zé Dirceu, Delúbio Soares, Genoino, Marcus Valério e os outros condenados pelo mensalão são para lá de hediondos. Vamos levar décadas para nos recuperarmos do atraso promovido por esta roubalheira sem precedentes promovida pelo PT. Segue a reportagem de  Vera Rosa e Felipe Frazão para o Estadão em que Dirceu se declara “preso político” antes mesmo de ter sua pena definida. 

Dirceu se considera ‘prisioneiro político de julgamento de exceção’

Ex-ministro diz a aliados que está ‘preparado’ para o pior; PT divulgará manifesto com críticas ao Judiciário

Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha pelo Supremo Tribunal Federal, o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, jantou na terça-feira, 23, na casa do prefeito de Osasco (SP), Emídio de Souza (PT). À mesa, bacalhau, vinho, eleições, José Serra e mensalão. No diagnóstico de Dirceu, o Supremo “leva a situação para o pior cenário possível”.

Entre uma e outra recordação das disputas para deputado estadual e federal – a primeira delas em 1987, quando se tornou constituinte de São Paulo -, o ex-todo-poderoso ministro do governo Lula comentou que, se for para a cadeia, vai se declarar “prisioneiro político de um julgamento de exceção”.

Depois do 2.º turno da eleição, o PT divulgará um manifesto em tom duro, com críticas ao Judiciário. A estratégia do partido também prevê a cobrança do julgamento dos réus do “mensalão tucano”, por parte do Supremo.

Sem alívio. À espera de sua pena, que a Corte máxima vai impor, Dirceu disse estar “preparado” para o pior. Na sua avaliação, o Supremo “não vai aliviar em nada” no cálculo da punição, a chamada dosimetria – em tese, ele pode pegar de 3 a 15 anos de reclusão.

O ex-ministro chegou ao apartamento do prefeito de Osasco acompanhado da mulher, Evanise Santos. Parecia bem disposto, animado, contrapondo-se ao aspecto abatido que carregava antes de o STF dar início ao seu julgamento. Até cortou os cabelos, que já estavam abaixo da nuca.

Fixação. Dirceu soltou boas gargalhadas cada vez que os convivas falavam da “fixação do Serra” por ele. Era uma alusão aos debates da campanha à Prefeitura de São Paulo em que José Serra (PSDB) tem provocado Fernando Haddad, do PT, ao destacar a condenação do ex-ministro.

Foi uma noite agradável, relataram convidados. Emídio, pré- candidato do PT ao governo do Estado em 2014, recebeu dez amigos para o jantar, entre eles o deputado federal Vicente Cândido (PT) e sua mulher, Eva, o advogado José Luis Oliveira Lima, o Juca, defensor do ex-ministro na ação penal 470, o prefeito eleito de Osasco, Jorge Lapas (PT), e Marco Aurélio Carvalho, coordenador do Setorial Jurídico do PT.

Solidariedade. “O jantar foi uma manifestação de solidariedade, um ato de carinho a nosso companheiro José Dirceu”, disse Carvalho.

Emídio e Dirceu são amigos de muitos anos. Na conversa, o ex-ministro comemorou o desempenho do PT nas eleições. Para ele, o partido se mostrou “forte e enraizado” e Fernando Haddad já pode se considerar eleito.

Dirceu fez menção de gratidão ao ex-ministro de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi. Na Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, Vanucchi disse que a partir de agora o PT vai acompanhar “com lupa” cada voto dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Autores: Vera Rosa e Felipe Frazão, de O Estado de S.Paulo

Fonte: jornal O ESTADO DE SÃO PAULO

Written by onyxlorenzoni

outubro 25, 2012 at 11:56 am

Subiu o combustível; agora fica claro que as ondas de Tramandaí eram só #papofurado

leave a comment »

(Imagem compartilhada do blogdochimarrao.blogspot.com)

Agora fica claro que a conversa de que o  rigoroso clima do Rio Grande do Sul cria “dificuldade de atracar em Tramandaí” não passou de desculpa para um esquema de pressão sobre o mercado, sobre o consumidor, para aumentar o preço dos combustíveis. Diante do desabastecimento, e do pânico das pessoas,  este aumento passa a ser uma “necessidade” e o consumidor paga por que prefere o preço alto a falta total do produto. Vergonhoso, arbitrário, para não dizer que foi um ato de BANDITISMO contra o consumidor.  Mesmo tendo instado o Ministro Édison Lobão, por requerimento da Câmara Federal, a que explicasse a suposta escassez de combustíveis no Estado, ele não se manifestou,  pois está de atestado médico! Segue a excelente reportagem do Correio do Povo sobre a alta dos combustíveis no Rio Grande do Sul. 

Motoristas se surpreendem com alta do preço da gasolina

Escassez do combustível aditivado contribuiu para reajuste do produto comum, vendido por até R$ 2,799 o litro

O preço da gasolina nos postos de combustíveis de Porto Alegre assustou os motoristas. Nesta segunda-feira, dos três locais pesquisados pela reportagem do Correio do Povo, apenas um tinha gasolina aditivada: o posto Ipiranga da avenida Loureiro da Silva, que cobra R$ 2,999 o litro. Com a escassez da aditivada, a procura pela gasolina comum aumentou, e o preço também sofreu reajuste: R$ 2,799 o litro.

O motorista Paulo Pereira, que trabalha com fretes, se disse surpreendido pelo valor cobrado no local. “Há pelo menos 15 dias paguei R$ 2,67 o litro. E hoje é esse absurdo cobrado pelos postos”, lamenta. A funcionária pública Sandra Goulart disse que não acredita que o produto esteja faltando. “Querem aumentar o preço da gasolina e utilizam o argumento que os navios não conseguem atracar em Tramandaí”, reclama. Para ela, é um absurdo o consumido ter que pagar R$ 2,999 pelo litro do combustível.

No posto da Redenção, o litro da gasolina aditivada, que também está em falta, custava R$ 2,899 e a comum R$ 2,699. A previsão dos funcionários do posto BR é que o produto chegue no final da tarde de hoje. No posto Firense, na avenida Santana, abastecido pela Ipiranga, o preço da aditivada era de R$ 2,799 e da comum R$ 2,759. O proprietário Roberto Borges informou que a aditivada estava em falta e de que a previsão é que o produto chegue à tarde ao posto.

Ainda não existe uma definição sobre a redução dos preços da gasolina nos postos de combustíveis no Rio Grande do Sul. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Estado (Sulpetro), Adão Oliveira, o reajuste ocorreu devido ao atraso do descarregamento de combustíveis em Tramandaí, que faz a condução do produto à Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas.

O presidente do Sulpetro informa que os preços devem demorar a sofrer redução em função de os estoques de combustível ainda existirem nos tanques dos varejistas. Segundo ele, em quatro ou cinco dias deverá estar normalizado o abastecimento. Levantamento da Sulpetro aponta a falta do produto em alguns postos de Porto Alegre e nos municípios de Campo Bom, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo Canoas e Santa Cruz do Sul.
Fonte: Correio do Povo

#ZéDirceu: A justiça tarda mas não falha, nem para um dos maiores caras de pau do Brasil.

leave a comment »

(Cartun do blogs.estadao.com.br)

A justiça tarda mas não falha, dizia meu avô. No caso do julgamento o mensalão 7 anos se passaram até que chegássemos, em última instância, a um resultado que reconhece a ampla prova de um processo de dezenas de milhares de páginas evidenciando o envolvimento de Zé Dirceu. Mesmo assim, e como muitos outros criminosos, vai sempre sustentar que era inocente, que não articulou, organizou e mandou que se realizasse a compra de apoio político dentro do Congresso Nacional com recursos de um esquema de lavagem de dinheiro. A pergunta que fica, e ecoa pelo Brasil: e Lula, não deveria ser investigado? Abaixo segue a reportagem do g1.globo.com mostrando que Dirceu continua sendo um dos maiores caras duras do Brasil.

‘Continuarei a lutar até provar minha inocência’, diz José Dirceu

Ex-ministro da Casa Civil foi condenado pelo STF por corrupção ativa.
Ele lembrou luta contra ditadura e disse ser vítima de ‘ação orquestrada’.

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu afirmou, em nota divugada em seu site na noite desta terça-feira (9), que vai questionar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de condená-lo por corrupção ativa (oferecer vantagem indevida).

“Lutei pela democracia e fiz dela minha razão de viver. Vou acatar a decisão, mas não me calarei. Continuarei a lutar até provar minha inocência. Não abandonarei a luta. Não me deixarei abater”, afirmou o ex-ministro – leia no fim da reportagem a íntegra da nota.

Na nota, Dirceu relembra a luta pela ditadura. “Em 1969 fui banido do país e tive a minha nacionalidade cassada, uma ignomínia do regime de exceção que se instalara cinco anos antes. Voltei clandestinamente ao país, enfrentando o risco de ser assassinado, para lutar pela liberdade do povo brasileiro. Por 10 anos fui considerado, pelos que usurparam o poder legalmente constituído, um pária da sociedade, inimigo do Brasil. Após a anistia, lutei, ao lado de tantos, pela conquista da democracia. Dediquei a minha vida ao PT e ao Brasil”, afirmou.

O ex-ministro diz ser vítima de uma “ação orquestrada”. “Fui prejulgado e linchado. Não tive, em meu benefício, a presunção de inocência. Hoje, a Suprema Corte do meu país, sob forte pressão da imprensa, me condena como corruptor, contrário ao que dizem os autos, que clamam por justiça e registram, para sempre, a ausência de provas e a minha inocência.”

José Dirceu foi condenado pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) –seis votos a dois. Dirceu é apontado pela Procu dradoria-Geral da República como o “chefe da quadrilha” do mensalão, esquema de compra de votos no governo Lula. Ainda faltam votar os ministros Ayres Britto e Celso de Mello. Logo após a condenação, o advogado José Luís de Oliveira Lima afirmou que o julgamento não foi “correto”.

O ex-ministro também responde pelo crime de formação de quadrilha, último item a ser julgado pelo Supremo. A pena de Dirceu e dos demais réus condenados será definida ao final do julgamento do processo do mensalão.

Ao todo, 25 dos 37 réus do processo do mensalão já sofreram condenações na análise de quatro tópicos da denúncia: desvio de recursos públicos, gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro e corrupção entre partidos da base. Para que o julgamento seja concluído, os ministros ainda vão votar sobre os itens lavagem de dinheiro por parte do PT, evasão de divisas e formação de quadrilha.

Veja a íntegra da nota:

AO POVO BRASILEIRO
No dia 12 de outubro de 1968, durante a realização do XXX Congresso da UNE, em Ibiúna, fui preso, juntamente com centenas de estudantes que representavam todos os estados brasileiros naquele evento. Tomamos, naquele momento, lideranças e delegados, a decisão firme, caso a oportunidade se nos apresentasse, de não fugir.

Em 1969 fui banido do país e tive a minha nacionalidade cassada, uma ignomínia do regime de exceção que se instalara cinco anos antes.

Voltei clandestinamente ao país, enfrentando o risco de ser assassinado, para lutar pela liberdade do povo brasileiro.

Por 10 anos fui considerado, pelos que usurparam o poder legalmente constituído, um pária da sociedade, inimigo do Brasil.

Após a anistia, lutei, ao lado de tantos, pela conquista da democracia. Dediquei a minha vida ao PT e ao Brasil.

Na madrugada de dezembro de 2005, a Câmara dos Deputados cassou o mandato que o povo de São Paulo generosamente me concedeu.

A partir de então, em ação orquestrada e dirigida pelos que se opõem ao PT e seu governo, fui transformado em inimigo público numero 1 e, há sete anos, me acusam diariamente pela mídia, de corrupto e chefe de quadrilha.

Fui prejulgado e linchado. Não tive, em meu benefício, a presunção de inocência.

Hoje, a Suprema Corte do meu país, sob forte pressão da imprensa, me condena como corruptor, contrário ao que dizem os autos, que clamam por justiça e registram, para sempre, a ausência de provas e a minha inocência. O Estado de Direito Democrático e os princípios constitucionais não aceitam um juízo político e de exceção.

Lutei pela democracia e fiz dela minha razão de viver. Vou acatar a decisão, mas não me calarei. Continuarei a lutar até provar minha inocência. Não abandonarei a luta. Não me deixarei abater.

Minha sede de justiça, que não se confunde com o ódio, a vingança, a covardia moral e a hipocrisia que meus inimigos lançaram contra mim nestes últimos anos, será minha razão de viver.

Vinhedo, 09 de outubro de 2012
José Dirceu

Autores: Fabiano Costa, Mariana Oliveira e Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília
Fonte: http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2012/10/continuarei-lutar-ate-provar-minha-inocencia-diz-jose-dirceu.html

Written by onyxlorenzoni

outubro 10, 2012 at 11:28 am

O dito “país sem miséria” só existe na propaganda do governo, desigualdade brasileira é a 12ª pior do mundo.

leave a comment »

(Charge compartilhada de nanihumor.com)

O dito “país sem miséria” só existe na propaganda do governo. Quem observa a economia brasileira, e vê a queda de empregos, a alta de alimentos, de impostos, de tarifas e juros sufocantes sabe que o Brasil tem muita desigualdade e que as famílias passam por momentos de muito arroxo econômico no país da “presidenta coniventa”. Abaixo segue a reportagem do Jornal do Brasil sobre a desigualdade no Brasil, que é uma das piores do mundo.

Desigualdade brasileira está entre as 12 mais altas do mundo

A desiguldade no Brasil está entre as 12 mais altas do mundo, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo Instituto de Política Econômica Aplicada (Ipea). Apesar do resultado ruim, o País atingiu em 2011 o menor nível de desigualdade desde 1960.

Segundo o Ipea, a diminuição da desigualdade é medida pelo índice Gini, que começou a baixar no País a partir de 2001. Após 30 anos de desigualdade “inercial”, o índice baixou a partir daquele ano, passando de 0,610 em 2001 para 0,539 em 2009.

De acordo com a pesquisa, entre 2001 e 2011, a renda per capita dos 10% mais ricos aumentou 16,6% em termos acumulados, enquanto a renda dos mais pobres cresceu 91,2% no mesmo período, mostrando que a renda dos 10% mais pobres cresceu 550% mais rápido que a dos ricos.
O estudo aponta que desde o final da recessão de 2003, a economia brasileira cresceu todos os anos, acumulando 40,7% até 2011. A taxa de crescimento do Produto Interno bruto (PIB) per capita acumulada foi de 27,7%.

Fonte: http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201209251928_TRR_81612091

%d blogueiros gostam disto: